Últimos dias para projetos sociais buscarem apoio da Algás em sua realização

Por Vitória de Alencar,

Inscrições no Edital Algás Social podem ser enviadas até a quinta-feira (5). Quatro projetos serão contemplados na terceira edição do certame.

Estes são os últimos dias para quem planeja participar da terceira edição do Edital Algás Social. Todo o processo de inscrição na edição 2018-2019 do edital é realizado via internet, com os envios das propostas de forma inteiramente digital para facilitar o preenchimento do formulário pelos proponentes. O prazo para envio das inscrições vai até o dia 5 de julho, às 17h do horário de Brasília.

O edital vai contemplar até quatro projetos sociais das áreas de cultura, educação, esporte, meio ambiente ou saúde com valores de até R$ 30 mil para cada selecionado. Dessa maneira, serão R$ 120 mil procedentes de recursos próprios da Companhia destinados para as iniciativas, que serão selecionados em 2018 para execução durante o ano de 2019.

“Entendemos esse processo de seleção via edital como um meio de tornar mais amplo e democrático o patrocínio por parte da Companhia a projetos sociais em prol da cultura, educação, esporte, meio ambiente e saúde desenvolvidos dentro de Alagoas”, afirma o diretor presidente da Distribuidora, Arnóbio Cavalcanti.

Os interessados em se inscrever podem acessar o site www.algas.com.br/editalsocial, onde é possível encontrar o edital na íntegra e link para a plataforma de inscrição. As propostas recebidas serão avaliadas por uma comissão de seleção formada por três avaliadores externos, representantes de Alagoas ou de outros estados do Nordeste, e um avaliador interno representando a Algás.

Edição 2017-2018

Na segunda edição do Edital Algás Social, foram recebidas quase 70 propostas de projetos sociais. Os projetos selecionados em 2017, e que estão em processo de execução durante todo o ano de 2018, são: “Salvaguarda do filé alagoano: manutenção do saber-fazer tradicional através de oficinas de repasse”, do Instituto do Bordado Filé da Região das Lagoas Mundaú Manguaba – Inbordal; “Mostra Sururu de Cinema Alagoano” da Associação Artística Saudáveis Subversivos; “Mostra NAVI nas comunidades”, da Associação dos Artistas de Massaranduba; e “Festival de Teatro de Alagoas – Festal”, da Associação Artística Cia. do Chapéu.

 

Por Vitória de Alencar