[Arte no Prato] Ensopadinho de Sururu com Camarão

Por Vitória de Alencar,

Ensopadinho de Sururu com Camarão do Akuaba

Arte de Lula Nogueira para o Arte no Prato

A receita da vez é uma das contempladas no nosso projeto Arte no Prato. O Ensopadinho de Sururu com Camarão é de autoria do chef Jonatas Moreira, do restaurante Akuaba, e a arte desta receita foi criada pelo artista Lula Nogueira.

Ingredientes

100g de tomate picado

100g de cebola picada

100g de sururu limpo

150g de camarão limpo

250ml de leite de coco

75g de extrato de tomate

Coentro e cebolinha picados a gosto

Suco de 1 limão

Sal e pimenta do reino a gosto

 

Modo de preparo

Em uma panela, coloque o leite de coco com o tomate, a cebola, o coentro, cebolinha, o sal e a pimenta do reino. Leve para cozinhar por 5 minutos.

Acrescente o sururu e o extrato de tomate e deixe ferver por mais 10 minutos.

Adicione os camarões e cozinhe por mais 5 minutos.

Verifique o sal e finalize com o suco do limão.

Servir imediatamente com farofa d’água.

 

Sobre o Arte no Prato

Lançado em 2015 pela Algás, o Arte no Prato retornou este ano com sua segunda coleção exclusiva e limitada de pratos de cerâmica estampados com obras inédias de artistas alagoanos.

Chefs de 24 restaurantes de Maceió, como Maria Antonieta, Divina Gula, Janga e Wanchako, foram convidados a produzir receitas para as ilustrações desenvolvidas por doze artistas alagoanos ou radicados em Alagoas, como Maria Amélia Vieira, Pedro Lucena, Rosa Piatti e Suel Damasceno, especialmente para a ação – que, este ano, tem como tema a homenagem aos 200 anos de Alagoas. Da fusão entre as artes e os sabores, saíram delícias como o Ensopadinho de Sururu com Camarão, do chef Jonatas Moreira, do Akuaba.

Motivada pelo sucesso da primeira edição da ação em 2015 – quando diversos modelos de pratos se esgotaram em menos de uma semana – a Algás não só decidiu incorporar o Arte no Prato ao seu calendário de ações de forma bienal, como também dobrou este ano a quantidade de pratos produzidos para cada uma das ilustrações.

Para ganhar e colecionar os pratos, o público precisa consumir nos restaurantes participantes a receita criada para o projeto enquanto durarem os estoques. A cada prato entregue para os clientes, os restaurantes destinaram o valor de R$10,00 como contrapartida social do projeto Arte no Prato, que, nesta edição, foi utilizado para a realização do projeto “Viva a História”.