ALGÁS SOCIAL

As ações de responsabilidade social corporativa da Algás têm como foco o desenvolvimento sustentável de Alagoas visando a contribuir para a melhoria da qualidade de vida das pessoas. O selo social criado pela Algás foi um dos caminhos encontrados pela distribuidora para incentivar outras empresas a conhecer o trabalho das entidades sociais e, com isso, estimulá-las a apoiar e desenvolver ações de responsabilidade social.

Lançado em 2005 junto com a campanha “Adotei o natural, abracei o social”, contou já no princípio com a adesão de 60% dos clientes comerciais da distribuidora. Além disso, o selo também vem sendo utilizado no material publicitário de empreendimentos com gás natural de diversas construtoras em Alagoas.

PROJETOS APOIADOS

Ciente de seu papel como vetor de desenvolvimento sustentável do estado de Alagoas e do claro compromisso com os princípios éticos e sociais, a Algás vem apoiando iniciativas nos campos de cultura educação, esporte, meio ambiente e saúde. A criação da Política de Cidadania Corporativa em 2009 mostra o compromisso da distribuidora em intensificar cada vez mais o apoio a projetos e ações sociais que promovam de alguma forma esse desenvolvimento. A Política de Cidadania Corporativa estabelece entre outras coisas que os projetos apoiados pela empresa devem identificar e incentivar o desenvolvimento de novos talentos em atividades educacionais, sociais, culturais, esportivas, ambientais e da saúde; preservar e difundir aspectos e valores culturais do estado e da região, e estimular o trabalho voluntário dos colaboradores.

INSTITUTO TERRAVIVA

O Instituto Terraviva desenvolve, desde 2000, trabalhos voltados à Assistência Técnica e Extensão rural para a agricultura familiar em todo o estado, com linhas de trabalho focadas na formulação e execução de propostas, projetos e programas nas áreas de política agrícola, segurança alimentar, geração de emprego e renda, defesa, preservação e conservação do meio ambiente e promoção do desenvolvimento sustentável. O projeto ” Promoção de práticas sustentáveis de saneamento rural” selecionado no Edital Algás social 2016-2017 tem como objetivo promover a utilização de tecnologias sociais de reuso e tratamento de águas cinza e negra oriundas das residências dos agricultores familiares do município de Arapiraca.

CASA DA AMIZADE DE PENEDO

A Casa da Amizade de Penedo tem por objetivo auxiliar na proteção à infância, na assistência social e na prestação de concursos às obras ou movimentos de amparo às necessidades individuais e coletivas mais prementes da comunidade, tem sido fortemente reconhecido ao longo dos anos. A instituição teve o projeto “Folguedos brincantes: lendas vivas” selecionado pelo edital Algás social 2016-2017. Este tem por objetivo difundir através do artesanato tradicional dentro da marca “Pontos e Contos”, o legado cultural deixado por mestres de saberes tradicionais do folclore alagoano, a saber, a imaterialidade do Guerreiro, da Marujada e das bandas de Pífano, atualmente em situação de extinção na cidade de Penedo.

ASSOCIAÇÃO ARTÍSTICA CIA DO CHAPÉU

A Cia do Chapéu será a organizadora do Festival de Teatro de Alagoas (FESTAL). Este é uma construção colaborativa gerida exclusivamente por artistas cênicos locais e estará na sua terceira edição. O projeto foi selecionado através do edital Algás social 2016-2017 e tem como intuito realizar uma série de 10 oficinas de teatro, dança, circo e contação de histórias e 15 espetáculos cênicos, em diferentes escolas da rede pública de ensino, destinadas prioritariamente a estudantes de baixa renda, para compor a programação da 3ª edição do Festival de Teatro de Alagoas-FESTAL.

ASSOCIAÇÃO TEATRAL NÊGA FULÔ

Em 2016 a Cia promoveu o I FESTIJAL-Festival de Teatro para a Infância e Juventude de Alagoas, com notável sucesso de público e mídia. E mantem em seu currículo várias produções teatrais e algumas premiações. A instituição foi selecionada através do edital Algás social 2016-2017 com projeto “Educação Ambiental e Consumo consciente”, o qual tem como intuito: promover uma ação de formação(sensibilização), difusão(apresentação) e avaliação(questionamentos), na linha das artes cênicas com o espetáculo “Tchuplin para salvar o ponto azul”, na etapa do sistema de educação brasileira do ensino fundamental do Estado de Alagoas.

PROJETOS ANTERIORES

CRECHE ESCOLA ESTRELA DE JESUS

(2005 a 2016)

A Creche Escola Estrela de Jesus abriga crianças carentes da comunidade do bairro de Ipioca, litoral norte de Maceió. Atualmente a instituição possui 03 professores e 01 funcionária da creche e atende a cerca de 60 crianças, com idades entre 03 e 05 anos (divididas em três turmas) e oferece acompanhamento educacional e alimentar.

Além da Creche, o espaço oferece atendimento odontológico (realizado por voluntário), atendimento a gestantes e mães (através da realização de palestras de pré-natal e confecção de enxoval), aulas de música (flauta doce), aulas de capoeira e aulas de karatê.

PALCO ABERTO

(2007-2016)

Com objetivo de dar visibilidade à música alagoana por meio de apresentações, gravações de cds e de DVD, o Projeto Palco Aberto recebeu apoio da Algás em participações em feiras e exposições de música no país.

Além disso, o projeto Palco Aberto é um bom exemplo de como o incentivo a ideias locais podem gerar boas oportunidades de desenvolvimento sociocultural. Realizado pelo Instituto Boi Bumbarte, o projeto já distribuiu conteúdo alagoano por diversos países como Alemanha, Canadá, Japão, Espanha e Austrália.

Site: www.boibumbarte.com.br/

JUNIOR ACHIEVEMENT

(2009-2016)

A Associação Junior Achievement Alagoas oferece programas de educação econômica prática e experiência no sistema de livre iniciativa, através de parceria entre escolas públicas e voluntários da classe empresarial, visando a desenvolver o  espírito empreendedor nos jovens ainda na escola e também estimular o desenvolvimento pessoal.

Através da parceria entre voluntários e escolas, a Junior Achievement aplica em sala de aula diversos programas de educação econômico-prática, tais como: Introdução ao Mundo dos negócios, As vantagens de permanecer na escola, Nossa região, Economia Pessoal, Empresário-sombra por um dia, Miniempresa e Finanças Pessoais.

Site: www.jabrasil.org.br/jaal

REDE FEMININA DE COMBATE AO CÂNCER

(2011-2016)

A Rede Feminina de Combate ao Câncer é formada por um grupo de voluntárias e atende principalmente a portadores de câncer de baixa renda, advindos do interior do estado, prestando assistência social, apoio psicológico, informando, educando e reabilitando os portadores de neoplasias malignas.

INSTITUTO MARINA TAVARES (IMT)

(2013-2016)

Desde 2011, o Instituto Marina Tavares vem beneficiando crianças e jovens, entre 5 e 16 anos, do bairro do Jaraguá e adjacências através da prática esportiva do tênis. Todos os participantes estudam em escolas públicas municipais e estaduais no período da tarde, já que as aulas do projeto são realizadas pela manhã.

O Instituto é coordenado pela tenista Marina Tavares e conta com uma equipe de três professores e uma psicóloga, que trabalham buscando integração social, motivação, disciplina e lazer.

IDEÁRIO COMUNICAÇÃO, CULTURA E EDUCAÇÃO POPULAR

(2008-2015)

A Ideário é uma organização cultural atuante em Alagoas. Já produziu diversos livros, filmes, eventos de cinema itinerante, ações cineclubistas e ações de incentivo à leitura. Realiza ações no campo cultural que têm força agregadora e simbólica no seio da sociedade alagoana. A Algás apoiou os seguintes eventos da Ideário: Projeto Ponto de Cultura, Projeto Acenda uma vela, ações cineclubistas e diversas ações de produções de livros, filmes.

APALA

(2012-2015)

Criada inicialmente com o objetivo de prestar assistência a crianças e adolescentes com leucemia do estado de Alagoas, logo a Associação passou também a abrigar crianças e adolescentes com todo tipo de câncer e adultos com leucemia que necessitam de apoio. Através da criação da “Casa de Apoio” vinculada à APALA, a associação hospeda os pacientes e acompanhantes do interior de Alagoas durante o tratamento.

SUA MAJESTADE O CIRCO

(2009-2014)

A Algás apoiou o projeto Sua Majestade o Circo – ligado à Rede Circo do Mundo Brasil, integrante do projeto social do Cirque du Soleil. O projeto primou pela construção da cidadania através da arte e atende a crianças e jovens carentes de 5 a 23 anos, oferecendo aulas de teatro, dança, música, acrobacias, malabares, perna-de-pau, clowns, confecção de aparelhos circenses, maquiagem, cenografia, e figurinos.

ASSOCIAÇÃO DE EQUOTERAPIA DE ALAGOAS

(2010-2011)

A  Associação de Equoterapia de Alagoas contou com o apoio da Algás, atendendo a mais de 110 jovens e oferecendo atendimento equoterápico, método terapêutico e educacional que utiliza cavalos como instrumento para desenvolver e habilitar biopsicossocialmente jovens portadores de necessidades especiais como autismo, síndrome de down, paralisia cerebral e transtorno de déficit de atenção.

O convênio com a Algás possibilitou o tratamento de autistas carentes encaminhados pela Associação de Pais e Amigos dos Autistas.

JUDOCA DANDARA MONTEIRO

(2001-2008)

A judoca alagoana Dandara Monteiro começou a praticar judô com 7 anos e aos 13 já fazia parte da Confederação Brasileira, conquistando mais de 60 títulos estaduais e nacionais.

A atleta contou com o apoio da Algás em treinamentos e viagens de competição, como a da sua participação nos Jogos Pan-americanos de Santo Domingo, em 2006.

AAPPE

(2004-2008)

A Associação de Amigos e Pais de Pessoas Especiais, presta atendimento especializado aos portadores de necessidades especiais na comunicação oral, com o objetivo de facilitar a sua adaptaçãona sociedade.

No centro de atendimento, crianças e jovens aprendem a Linguagem Brasileira dos Sinais (Libras) e recebem atendimento clínico nas áreas de pediatria, clínica geral, otorrinolaringologia, fisioterapia, neuropediatria, terapia ocupacional, fonoaudiologia e psicologia.

Site: www.aappe.org.br

CDI

(2004-2007)

O Comitê para Democratização da Informática(CDI) nasceu em 1995 com o intuito de promover a inclusão social através da informatização. Suas Escolas de Informática e Cidadania (EICs) ensinaram comunidades de baixa renda como utilizar a informática tanto para transformar a realidade em que vivem como também para atenuar as diferenças sociais.

A Algás contribuiu para que o Comitê de Democratização da Informática (CDI), realizasse a implantação de 14 Escolas de Informática e Cidadania- EICs, em Alagoas, beneficiando cerca de 3 mil pessoas.

CULTURA POPULAR

(2004-2007)

Com o apoio na prensagem do CD Sonho de Criança da banda de pífanos Esquenta Muié, e na gravação do documentário Rabequié, sobre a vida e obra de Nelson da Rabeca, considerado registro imaterial do patrimônio cultural diferenciado das Alagoas, a Algás ajudou a preservar a valiosa arte do Estado.