Geração de energia a gás natural é solução para grandes empreendimentos

Por Isabela Souza,

Além de proporcionar economia de 70% em horário de ponta, geradores a gás garantem fornecimento contínuo de energia

Diante de um cenário energético instável, que repentinamente causa apagões e eventuais falhas no sistema de distribuição de energia elétrica, a instalação de geradores a gás natural é uma opção cada vez mais utilizada por estabelecimentos comerciais e industriais em Alagoas. No estado, já são sete grandes empreendimentos que aderiram à inovação.

Segundo informações da distribuidora alagoana de gás natural, a Algás, os estabelecimentos com geradores a gás podem ter de 70% de economia com gastos em energia elétrica no horário de ponta – entre 17h30 e 20h30.

“Além da economia, a geração de energia a gás natural promove mais segurança, comodidade e praticidade, diversificando a matriz energética de grandes empreendimentos e conferindo maior independência e estabilidade no suprimento de energia elétrica”, destaca o gerente comercial da Companhia, Fabio Sousa.

O supermercado Palato Farol é um desses exemplos. Além dos geradores a gás natural atuarem como backup em casos de falhas no fornecimento de energia elétrica, o combustível também garante funcionamento geral e redução de custos do empreendimento diariamente no horário de ponta.

Outra grande empresa alagoana adepta dos geradores a gás natural é a Milton Alves Indústria e Comércio, que agrega o Macarrão Pajuçara e outras marcas. O presidente do grupo, Marconi Alves, conta que a escolha pelo gás natural não foi por acaso. “Um dos pontos fortes é o fornecimento contínuo para a fábrica, já que o combustível é entregue pela rede da Algás”, nota o empresário, acrescentando que, além da geração de energia, utiliza o gás natural para o aquecimento dos fornos da indústria.

“Com esses exemplos, em função da versatilidade do gás natural, indústrias, comércios, hotéis, hospitais e outros estabelecimentos podem garantir que suas atividades e produção não sejam interrompidas, principalmente aqueles que demandam maior atividade e produção”, explica o gerente da Algás.

De acordo com a Distribuidora, há a previsão de que, gradativamente, grandes estabelecimentos continuem adotando a alternativa, aproveitando a praticidade e modernidade do gás natural.

 

Por Isabela Souza