Gás natural veicular tem fornecimento contínuo para postos de combustíveis

Por Isabela Souza,

Além do consumidor contar com economia de 50%, o GNV é distribuído de forma canalizada, evitando o desabastecimento do mercado

Combustível mais econômico e de menor impacto ambiental, há anos o gás natural veicular (GNV) aparece como melhor opção diante da alta dos combustíveis líquidos no Brasil. Além da economia, seu fornecimento contínuo nos postos de combustíveis, em tempos de instabilidade com a gasolina, se mostra como uma característica forte para quem não quer ter dor de cabeça na hora de abastecer.

Em Alagoas, segundo informações da distribuidora de gás natural do estado, a Algás, mais de 19 mil consumidores contam com o uso do GNV em 29 postos de combustíveis pelo estado. Em Maceió, a economia em relação à gasolina é de 50% e, quando comparado ao etanol, os consumidores podem economizar 54%, de acordo com levantamento semanal da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Para o gerente comercial da Distribuidora, Fabio Sousa, uma das vantagens do uso do gás natural como combustível é que ele tem fornecimento contínuo e rende mais, seja na comparação com o etanol ou com a gasolina. “Na hora de abastecer, quem tem carro com GNV sempre contará com o fornecimento contínuo, pois o combustível chega de forma canalizada aos postos através da rede de distribuição da Algás. Vale destacar, é claro, que sua escolha continua sendo a melhor para quem busca poupar dinheiro”, explica.

O taxista José Fernando Oliveira é um entre os milhares de usuários do GNV em Alagoas. A economia e a praticidade foram dois dos atrativos que o motivaram a migrar para o combustível.

“O seu baixo custo me chamou a atenção. Para quem roda muito, como na nossa classe, é sem dúvida a melhor opção”, revela José que gasta em média R$ 40,00 por dia com o GNV. “O meu lucro seria bem menor se meu carro fosse só movido à gasolina e etanol. Outro ponto positivo desse combustível é que não há dificuldade em encontrar postos para abastecer. Ele nunca me deixa na mão”, completa o profissional.

Para usar o GNV, ainda segundo o gerente da Algás, é simples e basta adaptar o veículo. Os kits de quinta geração, adequados aos veículos com injeção eletrônica multiponto, variam entre R$ 4.000,00 e R$ 5.000,00.

“O retorno sobre o investimento inicial muda com a distância percorrida pelo motorista, pois quanto mais quilômetros ele percorrer, mais rápido o investimento retornará. Se o consumidor percorrer uma média de 80 km por dia, por exemplo, o investimento retornará em no máximo oito meses”, diz Fabio.

Para os motoristas de Alagoas interessados em adaptar seus veículos para o GNV, a orientação da Algás é procurar uma oficina credenciada pelo INMETRO, onde também pode ser realizada a manutenção periódica do kit, garantindo a segurança no veículo.

 

Por Isabela Souza

Foto: Juan Barbosa