Gás natural é alternativa a preços altos do GLP em indústria e comércio

Por Isabela Souza,

Aumento de 7,1% do preço do botijão de gás acima de 13 kg leva à procura por opções práticas e econômicas

Após a Petrobras anunciar o aumento de 7,1% do gás liquefeito de petróleo (GLP) em embalagens acima de 13 kg, para uso industrial e comercial, a procura por alternativas de fontes de energia econômicas e eficientes só tende a crescer em Alagoas.

Com isso, o gás natural fica ainda mais vantajoso para os segmentos comercial e industrial do estado. Segundo a distribuidora alagoana de gás natural, a Algás, além da economia, o gás natural canalizado é mais eficiente porque pode ser aproveitado em diversas aplicações. Nos setores em questão, sua utilização vai desde fornos e fogões até processos de secagem, refino, torrefação, pasteurização, destilação e lavagem.

Para o gerente comercial da Algás, Fabio Sousa, quando o assunto é eficiência energética, o alto rendimento do gás natural conquista cada vez mais usuários em Alagoas, entre hotéis, restaurantes, hospitais, lavanderias e academias.

“Praticidade, modernidade, eficiência e, nestes tempos, economia são algumas das características que fazem do gás natural um atrativo e estimulam a migração do botijão acima de 13 kg para o gás canalizado. Essa é a realidade de cerca de 650 estabelecimentos comerciais e industriais em Maceió”, informa o gerente.

Quem já fez a migração conta que os benefícios de usar o gás natural em seu estabelecimento podem ser vários. “Desde o início, apostamos na implantação do gás natural no restaurante. O fornecimento contínuo é ideal, já que elimina a preocupação em trocar botijões, por exemplo. Claro que a economia foi decisiva. Utilizamos vários equipamentos a gás na cozinha, o que gera uma grande demanda, mas conseguimos minimizar os custos com o uso do combustível”, declara a proprietária do restaurante Tmaki Express em Maceió, Ticiane Figueiredo.

Os consumidores interessados na instalação do gás natural podem entrar em contato com uma prestadora de serviços de rede interna de gás canalizado registrada no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA. A lista das dessas empresas pode ser acessada pelo site da Algás. A Distribuidora afirma também que seus engenheiros estão disponíveis para colaborar na elaboração de projetos de instalação através do número 117, com ligação gratuita.

 

Por Isabela Souza