Divulgados os vencedores do Edital Algás Social 2017-2018

Por Isabela Souza,


Quatro projetos sociais foram selecionados pela distribuidora de gás natural

A distribuidora de gás natural de Alagoas, a Algás, divulgou o resultado do Edital Algás Social 2017-2018 nesta quarta-feira (27), no Diário Oficial do Estado de Alagoas (DOE-AL). Ao todo, quatro iniciativas sociais foram selecionadas e receberão incentivos de até R$ 30 mil cada, totalizando R$ 120 mil procedentes de recursos próprios da Companhia.

Nesta edição, os projetos contemplados foram: “Salvaguarda do filé alagoano: manutenção do saber-fazer tradicional através de oficinas de repasse”, do Instituto do Bordado Filé da Região das Lagoas Mundaú Manguaba – Inbordal, que dará continuidade à transmissão da tradição do bordado filé na região das lagoas; “Mostra Sururu de Cinema Alagoano” que, em 2018, chegará a sua nona edição, da Associação Artística Saudáveis Subversivos; “Mostra NAVI nas comunidades”, que realizará ciclo de oficinas de formação audiovisual na comunidade rural de Arapiraca, da Associação dos Artistas de Massaranduba; e “Festival de Teatro de Alagoas – Festal”, da Associação Artística Cia. do Chapéu, a realizar sua quarta edição.

A segunda edição do Edital recebeu quase 70 propostas, mantendo as expectativas da Algás, o que reflete o caráter democrático do certame. “Entendemos esse processo como um meio de tornar mais amplo o patrocínio a projetos sociais em prol da cultura, educação, esporte, meio ambiente e saúde desenvolvidos dentro de Alagoas”, pontua o diretor presidente da Distribuidora, Arnóbio Cavalcanti.
Dentre os projetos habilitados, 47% foram da área de cultura, 20,5% de caráter transversal, abrangendo duas ou mais áreas, 14,7% ligados ao meio ambiente, 11,7% da área de educação e 5,8% de saúde.

Segundo o gerente de marketing e comunicação da Algás, Felipe Guimarães, para a avaliação, o certame levou em consideração os diferenciais e o impacto do projeto em relação às comunidades em que ele será implantado. “Por meio do edital, a Companhia quer estimular o desenvolvimento humano como insumo de transformação social e cidadania da comunidade alagoana, sobretudo naquelas localidades em que há atuação da Algás”, completa.

As iniciativas selecionadas devem entregar a documentação necessária para a Contratação e Desembolso na sede da Algás em até 15 dias consecutivos a partir do dia 27 de dezembro, conforme disposto em edital que pode ser acessado na íntegra no site www.algas.com.br/editalsocial, onde também se encontra a lista completa dos projetos participantes da fase de seleção por ordem de classificação.

Confira aqui a classificação final: edital-social-classificacao-final-2017-2018

 

Processo de seleção

A lista dos aprovados é resultado de uma avaliação criteriosa, realizada por uma comissão julgadora, formada por três avaliadores externos, representantes de Alagoas e de outros estados do Nordeste, e um avaliador interno, representando a Companhia.

A comissão julgadora externa – que julgou os itens mérito do projeto, capacidade de difusão, relação com a comunidade e viabilidade físico-financeira – foi formada pelos profissionais: Maria das Graças Amaral do Prado, comunicadora com mais de 32 anos de experiência na Petrobras com atuação em implantação e coordenação de projetos de responsabilidade social, cultural e ambiental; Regina Barbosa, escritora, produtora cultural, diretora e roteirista audiovisual; e Werner Salles, jornalista, diretor e roteirista de cinema, design gráfico e produtor de conteúdo multimídia. Já como representante da Algás, o avaliador interno foi o gerente de marketing e comunicação, Felipe Guimarães, formado em marketing e mestre em Sociologia, que julgou apenas o item de relevância do projeto para a Companhia.

 

Por Isabela Souza