Aumento de preços da gasolina e do etanol favorece uso do GNV

Por Vitória de Alencar,

Gás natural veicular pode proporcionar economia de até 55%; ação de incentivo da Algás à adaptação do veículo oferece bônus a motoristas de Alagoas

Com mais de 20 mil veículos que utilizam o gás natural veicular (GNV) em Alagoas, as pessoas estão cada vez mais interessadas em ter uma alternativa econômica aos exorbitantes preços dos combustíveis líquidos. De acordo com pesquisas da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), durante o primeiro semestre de 2018, o preço médio por litro da gasolina nas bombas foi de R$ 4,499, atingindo um aumento de quase 10% ao longo do referido período.

Os mais recentes levantamentos semanais da ANP também apontam a diferença de preços do GNV em relação aos combustíveis líquidos nos postos de Maceió. Só na capital alagoana, o gás natural veicular apresenta economia de quase 55% na comparação com a gasolina, que já custa R$ 4,99 nos postos da cidade, e também com o etanol.

“Motoristas que rodam muito percebem no GNV uma oportunidade de redução de custos em comparação à gasolina e ao etanol, e agora notam ainda mais a viabilidade na adoção desse combustível, com os novos incentivos disponíveis no mercado, a exemplo do desconto no IPVA de 50% em média para veículos que usam o GNV”, explica o gerente comercial da distribuidora de gás natural de Alagoas (Algás), Fabio Sousa.

De acordo com a Companhia, o investimento na contratação do serviço de adaptação para o GNV pode custar cerca de R$ 5.000,00 para os kits a partir de 5ª geração, que são os mais recomendados para os veículos produzidos nos últimos anos.

Para garantir a confiabilidade e a segurança do kit, a instalação e a inspeção de veículos movidos a GNV devem ser realizadas em oficinas credenciadas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), onde todas as normas estabelecidas são seguidas a rigor. “Além de oferecer segurança, a manutenção periódica é essencial também para o melhor aproveitamento do combustível e deve ser realizada anualmente”, nota o gerente.

GNV é mil

Ações de incentivo à adaptação do veículo para o gás natural veicular, como a promoção “GNV é mil”, da Algás, têm gerado um cenário ainda mais oportuno para que consumidores em Alagoas percebam a economia com combustível no fim do mês. Segundo a campanha, os primeiros 150 motoristas do estado que instalarem o kit a partir da 5ª geração com cilindros novos receberão um bônus de mil reais da Distribuidora.

Marcelo Luna foi o primeiro consumidor contemplado pela ação da Companhia. Ele, que é motorista do Fórum José Jerônimo de Albuquerque, em Atalaia, soube do incentivo pela televisão e, como gastava cerca de R$ 90,00 por dia com gasolina, resolveu adaptar seu veículo para o GNV e aproveitar as todas as suas vantagens.

“A adaptação do veículo e todo o trâmite com documentação foram feitos com muita tranquilidade. Agora, abastecendo com o GNV, gasto apenas R$ 15,00 por dia e já sinto uma grande diferença no meu orçamento”, relata Luna que, além da economia, destaca também outras vantagens do gás natural veicular. “Sendo motorista, sempre precisei dirigir por longas distâncias e o gás natural é a opção de combustível ideal, porque sei que ele é o mais limpo do mercado e também impossível de ser adulterado”, conclui.

O regulamento completo da campanha “GNV é mil”, assim como a lista de oficinas autorizadas a realizar o serviço de adaptação de veículos para o uso do GNV, estão disponíveis no site algas.com.br/gnv.

Texto: Isabela Souza

Software desenvolvido por alagoanos é assunto do principal evento de petróleo e gás da América Latina

Por Vitória de Alencar,

Pesquisa da distribuidora de gás natural de Alagoas analisa quantificação de vazamentos e será apresentada na Rio Oil & Gas nesta quarta-feira (26)

Um estudo realizado por colaboradores da distribuidora alagoana de gás natural, a Algás, e um trainee do projeto Inova Talentos será assunto da 19ª edição da Conferência Rio Oil & Gas, que acontece entre os dias 24 e 27 de setembro no Rio de Janeiro.

Um dos artigos científicos aprovados para a exposição é de autoria do técnico de processos operacionais da Distribuidora, Felipe Silva, e Davison Cavalcante, engenheiro químico trainee do projeto Inova Talentos, em parceria do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Algás.

O trabalho, fruto de um ano de pesquisa da dupla, baseia-se no processo de análise da quantificação de vazamentos de gás natural utilizando um programa digital de imagens. O software, segundo eles, foi especialmente desenvolvido e já é utilizado por engenheiros e técnicos da Companhia.

“Para a validação do software, que chamamos de Medvas, realizamos um teste com três perfis diferentes de furos em uma estação localizada fora do perímetro da cidade. Ao longo do estudo, tudo por meio do programa, estimamos as propriedades físico-químicas do gás e o volume de gás por meio do balanço de energia mecânica. Assim, obtivemos a área de dano de forma automatizada, em razão do método de processamento de imagem utilizado, e conseguimos uma precisão aceitável nos resultados, tudo isso com baixa influência do operador”, detalha Felipe.

De acordo com Davison, um outro ponto de abordagem do trabalho é mostrar o método de validação do software através de fórmulas matemáticas. “Além dos resultados satisfatórios da avaliação do software na prática, os estudos matemáticos que realizamos demonstraram uma redução no tempo de elaboração de relatórios de eventuais acidentes, o que impacta positivamente na qualidade do atendimento ao cliente e na segurança da prestação do serviço pela Algás”, expõe.

Para a Algás, a participação dos colaboradores na Rio Oil & Gas está relacionada à execução dos princípios organizacionais da Companhia, que estimulam as competências e as atitudes de cada colaborador, valorizando e reconhecendo as pessoas e equipes com alto desempenho.

“A Rio Oil & Gas é um evento importante para todo o setor de petróleo e gás natural porque funciona como um indicador de tendências desse mercado. A presença da Algás na conferência e na exposição é uma oportunidade ímpar e proporciona o compartilhamento de conhecimento com os demais agentes do segmento”, nota o diretor técnico comercial da Distribuidora, Flávio Barros.

Rio Oil & Gas

A Rio Oil & Gas é realizada a cada dois anos e, desde sua primeira edição em 1982, a conferência vem colaborando para a consolidação da produção de petróleo e gás no Brasil. A exposição é considerada uma importante vitrine para as empresas nacionais e estrangeiras apresentarem seus produtos e serviços e é uma oportunidade de discussão sobre os principais temas relativos às inovações tecnológicas da área.

Texto: Isabela Souza

Oferta Pública de Volumes Adicionais de Gás Natural de Curto Prazo nº 04/2018

Por Isabela Souza,

A Algás tem a satisfação de informar que realizará a convocação relativa à Oferta Pública de Volumes Adicionais de Gás Natural de Curto Prazo nº 04/2018, disponibilizando para comercialização de volumes de gás natural sob a modalidade de Curto Prazo, por meio de “Contrato de Compra e Venda de Volumes Adicionais de Gás Natural de Curto Prazo”, com tarifa mais competitiva que as atualmente praticadas para o segmento industrial.

Os volumes adicionais serão ofertados para o período de 01/10/2018 a 31/10/2018, constituindo oportunidade de aquisições de gás natural para aqueles que desejam ampliar o volume consumido.

Os interessados em adquirir novos volumes de gás natural deverão atender às instruções estabelecidas no Edital Oferta Pública de Volumes Adicionais de Gás Natural nº 04/2018.

Poderão participar desse processo apenas os clientes industriais da Algás, com Contrato de Compra e Venda de Gás Natural na modalidade Firme Inflexível firmado e adimplentes com a Companhia.

 

Quaisquer dúvidas poderão ser dirimidas através do seguinte contato eletrônico: gesc@algas.com.br

Clique para acessar:

Edital Oferta Pública de Volumes Adicionais de Gás Natural nº 04/2018
Anexo I – Termo de Habilitação
Anexo II – Proposta de Compra de Gás Natural de Curto Prazo
Anexo III – Contrato de Compra e Venda de Volumes Adicionais de GN de Curto Prazo

Lista de Habilitados Oferta Pública de Volumes Adicionais de Gás Natural – Nº 04/2018

Algás realiza parada programada para manutenção de serviços de telefonia

Por Isabela Souza,

A Distribuidora de Gás de Alagoas, a Algás, informa que realizará uma parada programada para manutenção nos serviços de telefonia, incluindo de Serviços de Atendimento ao Cliente (SAC) 24h, na próxima terça-feira (11).

A interrupção do atendimento telefônico ocorrerá das 8h00 às 20h00. Durante o período, os contatos (82) 98137-0149 e (82) 98882-2042 estão disponíveis como alternativa ao número telefônico 117. O atendimento através do site www.algas.com.br continuará sendo efetuado de maneira normal.

Tal interrupção se faz necessária para a substituição da central telefônica da Algás, bem como o sistema informatizado utilizado pelo Call Center.

Algás apresenta chamada pública a potenciais fornecedores de gás natural

Por Isabela Souza,

Iniciativa para suprimento do combustível busca atrair condições comerciais mais favoráveis ao mercado

Uma ação coordenada entre 12 distribuidoras de gás canalizado do Brasil está prestes a fazer história no setor energético nacional. A chamada pública de compra de gás natural, apresentada a empresas nacionais e internacionais de óleo e gás, na última terça-feira (21), no Rio de Janeiro, já proporciona impactos positivos no mercado, podendo beneficiar Alagoas e os usuários de gás canalizado do Estado.

De acordo com informações da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), o evento recebeu inscrições de representantes de 37 possíveis supridores, entre players nacionais e internacionais como Engie, Exxon, Gazprom, Petrochina, Shell e Total.

Com o movimento, a distribuidora alagoana de gás canalizado, a Algás, busca diversificar as fontes supridoras e propiciar melhores condições de mercado para seus clientes. Atualmente, a Companhia compra gás apenas de um único supridor, a Petrobras. No entanto, com a chamada pública, a Distribuidora pretende adquirir até 700 mil m³/dia de gás natural e oferecer uma tarifa módica aos usuários do combustível em Alagoas.

Segundo o diretor presidente da Algás, Arnóbio Cavalcanti, a chamada pública surge como consequência do mais recente reposicionamento estratégico da Petrobras. “Diante do arranjo da estatal, que abrange uma política de desinvestimentos e redução gradual da sua participação na cadeia de gás natural, o movimento da Companhia mostra-se de extrema importância, já que buscamos alternativas de suprimento do combustível que forneçam melhores condições comerciais ao setor de distribuição”, explica Arnóbio.

A distribuidora alagoana atende mais de 48 mil clientes, em 7 cidades, e possui mais de 500 quilômetros de rede de distribuição, com uma média de 680 mil m³ consumidos por dia. A região do Nordeste, fora do eixo Rio–São Paulo, possui o maior mercado do setor, o que pode atrair a atenção de diversos agentes de mercado da cadeia produtiva do gás natural.

Qualquer produtor, importador, ou agente comercializador pode participar da chamada pública. As informações sobre a iniciativa podem ser encontradas no edital, disponível em português e inglês no site da Algás: www.algas.com.br.

 

Por Felipe Guimarães e Isabela Souza

Consumo de GNV aumenta 11% no primeiro semestre de 2018

Por Isabela Souza,

Crescimento em relação ao mesmo período de 2017 se deve à economia e à estabilidade no fornecimento do combustível em relação à gasolina e etanol

Os altos preços da gasolina e do etanol continuam sendo os vilões no orçamento de quem usa combustíveis líquidos para abastecer seu veículo. É diante desse cenário instável, marcante desde o começo de 2018, que o consumo de gás natural veicular (GNV) vem sendo impulsionado em Alagoas. Só no primeiro semestre desse ano, a distribuidora alagoana de gás natural, a Algás, registrou um aumento de 11% no volume diário consumido no estado.

Segundo dados da Distribuidora, aproximadamente 20 mil veículos rodam com GNV em Alagoas e, entre janeiro e junho de 2018, 90 mil m³ de gás natural foram distribuídos diariamente para 29 postos de combustíveis, conferindo um aumento expressivo em relação ao mesmo período de 2017.  Para o gerente comercial da Companhia, Fabio Sousa, a escolha pelo GNV é resultado do aumento dos impostos, dos preços e da crise de fornecimento dos combustíveis líquidos.

“O GNV é uma alternativa muito mais econômica, chegando a ser 55% mais barato que o etanol e 52% em relação à gasolina no desempenho por quilômetro rodado”, afirma Sousa, pontuando ainda que o energético é acessível para os diferentes públicos. “No primeiro semestre desse ano, ficou em evidência o fato do GNV ter uma taxa de competitividade muito mais interessante, principalmente para quem roda muito. Seja o usuário taxista ou mesmo em um carro particular, é possível se beneficiar com sua economia, desempenho e segurança”.

Outro fator que gera um cenário oportuno para que motoristas em Alagoas adaptem seus carros é o desconto no IPVA concedido aos proprietários de veículos movidos a gás natural veicular. De acordo com a Instrução Normativa Nº 22/2018 da Sefaz/AL, quem tem GNV contribui sobre uma alíquota de apenas 1,5% do valor do seu veículo e chega a economizar, em média, 50% no valor do IPVA. Para quem se enquadrava na alíquota de 2,75%, a economia chega a 45%. No caso de quem pagaria as alíquotas de 3% e 3,25%, o valor cai em 50% e 54%, respectivamente.

Segurança e modernidade

Além da economia, a segurança é outra vantagem que merece destaque. Segundo informações da Algás, desde que as regras de instalação e manutenção do kit de GNV sejam observadas e seguidas corretamente, é improvável ocorrer algum problema.

“Os kits são testados pelos mais rigorosos processos de inspeções e atendem a diversas normas internacionais. É preciso buscar sempre empresas certificadas para fazer a conversão para o GNV. Além disso, esse combustível, por ser mais leve que o ar, se dissipa rapidamente em caso de vazamentos, minimizando os riscos de incêndios”, explica Sousa.

Os kits de quinta geração, adequados aos veículos com injeção eletrônica multiponto, são mais modernos e variam entre R$ 4.000,00 e R$ 5.000,00. “O retorno sobre o investimento inicial varia de acordo com a distância percorrida pelo motorista, pois quanto mais quilômetros ele percorrer, mais rápido o investimento retornará. Se você percorrer uma média de 80 km por dia, o seu investimento retornará em no máximo oito meses”, diz o gerente.

Para usar o GNV, os consumidores devem procurar apenas empresas instaladoras autorizadas pelo Inmetro, garantindo a confiabilidade e segurança da instalação do kit. A lista de oficinas autorizadas pode ser encontrada no site da Algás em algas.com.br/gnv.

 

Por Isabela Souza

Algás prepara chamada pública para suprimento de gás natural

Por Isabela Souza,

A iniciativa, coordenada entre sete distribuidoras do Nordeste, objetiva definir condições comerciais mais favoráveis de fornecimento de gás natural canalizado

 

A distribuidora de gás natural de Alagoas, a Algás, lançará na próxima terça-feira (14), uma chamada pública para recebimento de propostas para futura compra de gás natural. Segundo informações da Distribuidora, o propósito é diversificar as fontes supridoras e entregar melhores condições mercadológicas para os usuários de gás canalizado do estado.

A Companhia alagoana atende mais de 48 mil clientes, em 7 cidades, e possui mais de 500 quilômetros de rede de distribuição, com uma média de 680 mil metros cúbicos consumidos por dia. A região do Nordeste, fora do eixo Rio–São Paulo, possui o maior mercado do setor, o que pode atrair a atenção de diversos players nacionais e internacionais da cadeia produtiva do gás natural. Qualquer produtor, importador, ou agente comercializador pode participar da chamada pública, a ser lançada com documentos em português e inglês. Além de Alagoas, as distribuidoras da Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe (Bahiagás, Cegás, Pbgás, Copergás, Potigás e Sergás, respectivamente) também fazem parte da ação.

“Essa iniciativa acontece em decorrência do reposicionamento estratégico da Petrobras, que abrange uma política de desinvestimentos e redução gradual da sua participação na cadeia de gás natural”, explica o diretor presidente da Algás, Arnóbio Cavalcanti. De acordo com ele, a partir dessa remodelação, a Companhia busca alternativas de suprimento que propiciem condições comerciais mais favoráveis ao mercado, estimulando a competição no suprimento da molécula.

Apesar de ser elaborada de forma coordenada, a chamada pública não resultará numa compra conjunta de gás natural. Cada companhia lançará o seu próprio edital e realizará a aquisição de forma individual. As informações sobre a iniciativa da distribuidora alagoana, que estará disponível a partir do dia 14 desse mês, poderão sem encontradas no site da Algás em www.algas.com.br.

Texto: Isabela Souza

Foto: Luiz Vaz

Gás natural é a energia de empreendimentos reconhecidos no Salão do Imóvel 2018

Por Isabela Souza,

Presente há 25 anos em Alagoas, combustível já é realidade em mais de 48 mil unidades residenciais

No setor residencial alagoano, o gás natural vem ganhando cada vez mais espaço. Nas mais de 67 mil unidades residenciais contratadas no estado, a escolha pelo combustível não acontece por acaso: é por conta de seus inúmeros benefícios, como conforto, segurança e economia, que empreendimentos imobiliários têm optado pelo uso do combustível.

Com 25 anos de história, a distribuidora de gás natural de Alagoas, a Algás, reconheceu no último domingo (5), durante o Salão do Imóvel 2018, as construtoras que mais tiveram destaque no setor imobiliário ao longo desse período. Foram homenageadas com a entrega de placas a MRV Engenharia como empresa com o maior número de unidades habitacionais – 3.986 – lançadas com soluções a gás natural; a Marroquim Engenharia, com o maior número de unidades habitacionais – 1.270 – lançadas com aquecimento de água a gás natural e com o maior número de empreendimentos imobiliários – 24 unidades – lançados com aquecimento de água a gás natural; e a V2 Construções como a empresa com o maior número de empreendimento imobiliários – 29 unidades – lançados com soluções a gás natural.

Com essa ação de reconhecimento da longa e fundamental parceria entre a Companhia, o setor imobiliário e a sociedade alagoana, a Algás enfatiza a importância do gás natural no segmento residencial. “Contamos com mais de 48 mil unidades residenciais interligadas no estado. Desse número, quase 5.900 têm aquecimento de água. Essa parceria não é só para contribuir com o segmento e agregar valor aos imóveis, é também para continuar trazendo benefícios às famílias alagoanas, proporcionando praticidade, conforto e segurança para mais pessoas”, disse o diretor técnico e comercial da Algás, Flávio Barros.

Para o gestor da MRV Engenharia, Gerson Donizeti, há anos as imobiliárias e os seus clientes percebem os valores trazidos pelo uso do gás natural. “O reconhecimento e a aproximação da Algás são muito importantes para o nosso mercado. Diante de todo o trabalho construído ao longo de 25 anos da Algás, esperamos que essa parceria só continue sendo fortalecida”, declarou o engenheiro.

Fotos: Isabela Souza

Diferentes usos do gás natural são novidade no Salão do Imóvel 2018

Por Vitória de Alencar,

Varanda Gourmet da Algás permite que público conheça e interaja com novos usos do gás natural. Palestrantes também fazem parte da programação.

A distribuidora de gás natural de Alagoas, a Algás, leva as vantagens do gás natural para o Salão do Imóvel 2018, organizado pela Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Alagoas (Ademi-AL). O evento, que será aberto ao público, acontece entre os dias 2 e 5 de agosto, no Centro de Convenções Ruth Cardoso, no bairro de Jaraguá, em Maceió.

Durante os 4 dias do Salão do Imóvel, serão realizadas palestras, workshops e seminários técnicos, além do comércio de imóveis, materiais e serviços de construção. A Algás participa trazendo demonstrações práticas dos novos usos do gás natural, com varanda gourmet, churrasqueira e aquecimento de água para piscinas e torneiras.

Para o Diretor Técnico e Comercial da Algás, Flávio Barros, a participação da Algás no Salão do Imóvel é importante não apenas para o setor imobiliário, mas também para a sociedade alagoana.

“Já somos mais de 48 mil unidades residenciais interligadas. Dessas, quase 5.900 contam com aquecimento de água. Não é só sobre contribuir com o segmento e agregar valor aos imóveis, mas sobre beneficiar famílias levando o conforto, a praticidade e a segurança para mais pessoas”, explica.

Jubson Uchôa, presidente da Ademi-AL, reforça a importância da parceria com a Algás. “É muito bom ter a Algás como parceira e esta não é a primeira vez em que a distribuidora está presente, seja com estandes, palestrantes ou patrocínio. É um estande que sempre se destaca por conta das novidades e tenho certeza que este ano não será diferente”, destaca.

Palestrantes

Os palestrantes trazidos pela Companhia participam do Salão do Imóvel nesta sexta-feira (3), a partir das 14h. Valdemir Silva Miranda é um deles e é sócio e diretor-técnico da Merlini Engenharia (SP) e apresenta a palestra “Perdas e Ganhos com o Qualinstal”.

Já Jorge Chaguri é presidente do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira pela Conformidade e Eficiência de Instalações (Abrinstal), diretor da Chaguri Consultoria e Engenharia de Projetos, professor do Liceu de Artes e Ofício de São Paulo, diretor técnico da Caltherm Sistemas de Aquecimento e consultor da MDJ Assessoria e Engenharia Consultiva. Ele vai abordar o tema “Eficiência energéticas nas edificações com aplicações de Gás Natural – Cenários atuais e projeções”.

Gás natural é escolha para quem busca estabilidade e segurança no fornecimento

Por Isabela Souza,

Em época de crises e infrações do gás de botijão, gás natural é impossível de ser adulterado e oferece tranquilidade aos consumidores

Quem é usuário do gás natural canalizado desfruta de inúmeras vantagens, entre elas, não se preocupar com crises de fornecimento ou aumento de preço repentino. Além da economia e versatilidade, podendo ser usado nos setores residencial, comercial, industrial e veicular, o gás natural é conhecido também por sua segurança.

Em Maceió, a opção pela eficiência do combustível já foi feita por 615 estabelecimentos comerciais e mais de 48 mil residências, segundo informações da distribuidora de gás natural do estado, a Algás. “Junto com a eficiência energética e a economia, o gás natural ainda tem a vantagem de oferecer maior segurança, por não precisar de armazenamento nem estoque em tanques ou botijões e pelo abastecimento e fornecimento serem contínuos”, informa o gerente comercial da Companhia, Fabio Sousa.

Zélia Almeida é moradora do Edifício Terrazzos, no bairro do Farol, na capital alagoana. A aposentada conta que, ao se mudar para o prédio, notou no gás natural a segurança como um ponto forte. “Não há movimento de entregadores de botijão no edifício e o gás natural nunca falta. Sabendo especialmente de todo o processo de regulação que o combustível passa antes de chegar a nossas residências, é muita tranquilidade contar com essa segurança”, relata.

Para o gerente comercial da Algás, Fábio Sousa, outra vantagem do gás natural é a sua impossibilidade de ser adulterado, o que o torna também mais seguro. “O gás natural canalizado é regulado e segue uma série de especificações, como controle de pressão, odorante e outros componentes físico-químicos”, nota Sousa, que enfatiza também a importância da manutenção periódica dos equipamentos que fazem uso do combustível, essencial para a sua segurança e seu melhor aproveitamento.

Além desse aspecto, o gás natural canalizado consegue ser mais eficiente porque pode ser aproveitado em diversas aplicações. No setor residencial, por exemplo, sua utilização vai desde a cozinha até o aquecimento de água em chuveiros e piscinas. “No segmento comercial, para cada perfil de consumo, existe uma solução energética capaz de reduzir os custos e que está de acordo com o perfil e necessidade de cada estabelecimento”, diz o gerente comercial da Companhia.

Quem tem empreendimento comercial também demonstra satisfação pela comodidade que o combustível oferece. “É bem claro que contar com o gás natural na cozinha do restaurante é muito mais prático e, principalmente, seguro quando o comparamos a outras fontes energéticas do mercado”, relata o proprietário do restaurante Alphazema, João Carlos Diogo que, desde o início do seu projeto, apostou na implantação do gás natural.

Além dos tradicionais usos do gás natural para fornos e fogões em restaurantes, o energético pode ser usado em máquinas de secar roupa em lavanderias e hotéis, aquecimento de água em piscinas e saunas, em calandras, geração de energia, entre outras opções.

 

Atendimento

Os usuários de gás natural canalizado podem contar com serviços da central de monitoramento e atendimento da Algás. Se o seu negócio ou condomínio ainda não possui gás natural canalizado, procure a Companhia através do 117.

 

Por Isabela Souza

Oferta Pública de Volumes Adicionais de Gás Natural de Curto Prazo nº 03/2018

Por Isabela Souza,

A Algás informa que realizará a convocação relativa à Oferta Pública de Volumes Adicionais de Gás Natural de Curto Prazo nº 03/2018, disponibilizando para comercialização de volumes de gás natural sob a modalidade de Curto Prazo, por meio de “Contrato de Compra e Venda de Volumes Adicionais de Gás Natural de Curto Prazo”, com tarifa mais competitiva que as atualmente praticadas para o segmento industrial.

Os volumes adicionais serão ofertados para o período de 01/08/2018 a 31/10/2018, constituindo oportunidade de aquisições de gás natural para aqueles que desejam ampliar o volume consumido.

Ressalta-se que, no mês de Agosto/2018, a Oferta Pública será suspensa entre os dias 18 e 24, devido à parada programada realizada pelo supridor de gás natural, de modo que não haverá oferta de volumes para esse período.

Os interessados em adquirir novos volumes de gás natural deverão atender às instruções estabelecidas no Edital de Oferta Pública de Volumes Adicionais de Gás Natural Nº 03/2018.

Poderão participar desse processo apenas os clientes industriais da Algás, com Contrato de Compra e Venda de Gás Natural na modalidade Firme Inflexível firmado e adimplentes com a Companhia.

Quaisquer dúvidas poderão ser dirimidas através do seguinte contato eletrônico: gesc@algas.com.br

Clique para acessar:

Edital de Oferta Pública de Volumes Adicionais de Gás Natural de Curto Prazo – Nº 03/2018
Anexo I – Termo de Habilitação
Anexo II – Proposta de Compra de Gás Natural de Curto Prazo
Anexo III – Contrato de Compra e Venda de Volumes Adicionais de GN de Curto Prazo
Lista de Habilitados Oferta Pública de Volumes Adicionais de Gás Natural – Nº 03/2018

Economia de até 60% favorece uso do gás natural veicular em Alagoas

Por Isabela Souza,

Em relação a outros combustíveis do mercado, economia com GNV varia entre 56% e 60%; desconto no valor do IPVA e emissão de menos poluentes também são vantagens

 

Um combustível mais eficiente e de menor impacto ambiental, o gás natural veicular (GNV) ampliou ainda mais sua economia após os reajustes de preços dos combustíveis nos últimos meses. Nos postos de Maceió, segundo levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o produto apresenta economia de 56% na comparação com a gasolina e quase 60% quando comparado ao etanol.

Para Fabio Sousa, gerente comercial da distribuidora de gás natural em Alagoas, a Algás, o momento é ideal para garantir a economia. “Motoristas que rodam muito e que percebiam no GNV uma oportunidade de redução de custos agora notam ainda mais a viabilidade na adoção desse combustível”, diz. O gerente afirma ainda que o consumidor deve levar em conta o custo do quilômetro rodado e não o preço do combustível na bomba.

Após realizar a adaptação do seu veículo, quem sentiu diferença no bolso foi o motorista por aplicativo José Matheus, que chega a rodar cerca de três mil km por mês. “Já percebi as vantagens do combustível nos primeiros meses de uso e a economia é, até hoje, o que mais chama atenção”, afirma o motorista que instalou recentemente o kit GNV de 5ª geração.

Outro fator que gera um cenário oportuno para que motoristas em Alagoas adaptem seus carros é o desconto no IPVA concedido aos proprietários de veículos movidos a GNV. A partir da Instrução Normativa Nº 22/2018 da Sefaz/AL, quem tem GNV passa a contribuir sobre uma alíquota de apenas 1,5% do valor do seu veículo e chega a economizar, em média, 50% no valor do IPVA. Para quem se enquadrava na alíquota de 2,75%, a economia chega a 45%. No caso de quem pagaria as alíquotas de 3% e 3,25%, o valor cai em 50% e 54%, respectivamente.

Segundo a Algás, existem cerca de 20 mil veículos que utilizam o GNV em Alagoas. O investimento na contratação do serviço de adaptação do automóvel custa entre R$ 4.000,00 e R$ 5.000,00 para os kits de 5ª geração, que são os mais recomendados para os veículos produzidos nos últimos anos.

Para adaptar o veículo, os consumidores devem procurar apenas empresas instaladoras autorizadas pelo Inmetro, garantindo a confiabilidade e segurança da instalação do kit. A lista de oficinas autorizadas pode ser encontrada no site da Algás em algas.com.br/gnv.

Por Isabela Souza

Foto: Luis Eduardo Vaz