Boas práticas no uso do gás natural oferecem melhor eficiência do combustível

Por Isabela Souza,

Opção por gás natural apresenta eficiência energética e segurança; regras de uso e manutenção de equipamentos devem ser seguidas por consumidores

 

Quando o tema é segurança, o gás natural é o combustível do mercado que mais oferece vantagens. Além de sua economia e versatilidade energética, podendo ser usado nos setores residencial, comercial, industrial e veicular, o combustível também pode ser mais bem aproveitado com a devida instalação e manutenção de seus aparelhos.

Na execução dos projetos de instalação, de acordo com medidas e ângulos padronizados pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) na norma NBR 13103, uma das primeiras responsabilidades técnicas é ter a ventilação adequada dos ambientes onde os aparelhos serão instalados.

De acordo com Fabio Sousa, engenheiro e gerente comercial da distribuidora de gás natural de Alagoas, a Algás, essas instalações e manutenções de aparelhos movidos pelo combustível, a exemplo dos aquecedores de água nos segmentos residencial e comercial, devem ser realizadas somente por prestadoras de serviços com registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA).

“Problemas de funcionamento podem ser evitados com a manutenção periódica, de no mínimo uma vez ao ano”, explica o gerente.

Ao utilizar equipamentos como forno e fogão, Sousa ainda ressalta que é importante fazer uma análise da chama, que deve ser firme, constante e de cor azul, sem a excessiva formação de pontas amareladas. “É essa chama que permite o preparo de alimentos em menos tempo, promovendo a eficiência energética do gás”, completa.

Quem dispõe do gás natural em sua residência ou estabelecimento comercial também não precisa lidar diretamente com questões de estoque ou recarga de botijões. Esse tipo de segurança, segundo o gerente comercial da Algás, é outro atrativo que vem chamando a atenção de moradores e comerciários, já que não há necessidade da entrada de terceiros nesses locais.

Além de indicar que a instalação e a manutenção sejam feitas por oficinas registradas pelo CREA, a Algás ainda destaca que os consumidores devem observar a certificação dos equipamentos movidos a gás natural pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para garantir melhor eficiência energética do combustível.

 

Por Isabela Souza